terça-feira, outubro 21

Interlúdio

Demasiado álcool, demasiada cafeína, demasiada nicotina e demasiadas reticências... Não fora capaz de dizer uma palavra, pois também ele reconheceria os dolorosos precipícios na portagem do tempo. Trocaram olhares humedecidos e ignoraram as incertezas dos futuros imperfeitos. Conscientes da ausência das palavras que já não poderiam ser ditas, rendem-se à antologia dos afectos. Extasiada, ela presenceia a nudez, e à excepção de Philip Glass, tudo obedece ao silêncio das mãos dele.



O coração, o dela, emerge da partitura do vazio, o dele, dispara colcheias e tercinas.

18 criaturas afundaram esta pérola:

GANDALF disse...

Querida,que belo inicio de manha com esta musica,maravilhosa.Para alem de me dares a conhecer um musico que não conhecia,obrigado.

beijokas linda

ηatalie αfonseca disse...

Deep que voce está! :D
GOstei da música escolhida!!
Bom! Bom! :)*

Boa semana!

Rute disse...

Nice music!

Gosto quando te tornas mais transparente ;)

Mlee disse...

E que bom que é, ler emoções assim, cheias de silêncios e futuros indizíveis e tocares de mãos.
É bom.

An Ambush of Ghosts disse...

Hummmm.....

Speachless.

macaw disse...

palavras para quê?
afectos precisam-se, quanto mais se dá mais se tem para dar!
e sabe tão bem uma mão cheia de afecto a passear-nos pelo corpo!

adorei a música, como de resto amo quase todas as músicas com piano!

bjinhos ;)

Zb disse...

vou meter aqui um comento mas nem sei o que aqui vai ficar escrito, já que estou a cair de sono e com um olho meio aberto e outro quase todo fechado lá vou teclando, faz-me falta alguma cafeína, ou então ir na caminha dormir

beijinhos

ps: pena o meu browser mais uma vez de tão escangalhado que anda não me deixa ouvir música

Merchi disse...

please go on ......

blueminerva disse...

Para quem não conhece Philip Glass, faça o favor de pesquisar a obra do compositor porque é fabulosa! Aliás, Philip Glass é, na minha opinião, o maior compositor de música clássica da actualidade.

beijocas

Sorrisos em Alta disse...

Porque não vou comentar a intimidade dos outros, estranho é haver alguém que ainda não conheça (mesmo que não goste) Philip Glass...

Beijoquinha para ti

O Anjo que tu não vês mas que está presente. disse...

Philip Glass muito bommmmmmmmmmm

Miguel Noite disse...

Boa Noite!

Há tanto tempo que a minha vida no blog estava adormecida! Peço desculpa pela demora... mas pronto é a vida académica!

Gostei muito da música!

P.S: Obrigado pelo elogio à nova cara do blog! É preciso mudar de vez em quanto. Farto-me de trabalhar sempre com a mesma imagem de fundo :)

Beijinho!

An Ambush of Ghosts disse...

Ó Blue
Fui investigar este Glass e saquei assim só para inicio de conversa o album "Cello Octet", pareceu-me promissor o titulo...

MAS QUE MIMO !!! Fabuloso!

Thanks ;)

Margarida disse...

Uau, mulher...as coisas k escreves!

O meu pc nao está a funcionar bem, logo n posso ouvir essa musica k o ppl de lá cima adora. Mas hei.d ouvir noutro pc

Beijocas, Blue!

Fernanda disse...

Um texto cheio de sensualidade...
Imagens duma noite de amor,... imaginária ou real,...não importa a música Philip Glass é a excepção.

Gostei como sempre...:)

Bom resto de semana

blueminerva disse...

É como digo Ambush, Glass é o maior compositor de música clássica da actualidade. Eu rendi-me ao primeiro acorde.

Um arquipélago de abraços povão

vida fugaz disse...

Não sei que me arrepiou mais, se o que li ou o que ouvi.
Quanto a mim a musica esta a altura do texto e vice-versa.
Aproveito para te dar os parabéns, o teu blog esta fantástico.
Um beijo para ti.

Su disse...

gostei.................em demasia

jocas maradas de sons