terça-feira, junho 3

Pérolas da Sétima Arte

A crueza que perpassa na violência extrema de algumas cenas, a densidade dramática, um enredo sufocante e uma câmara que percorre freneticamente os locais de acção fazem de "Irreversible" um filme tremendamente difícil de assistir.

"Le temps détruit tout"


"Irreversible" de Gaspar Noé

8 criaturas afundaram esta pérola:

Rocket disse...

se

te deres ao trabalho vai ao meu e vê o post com o nom e acima de 31 de março...

bj

blueminerva disse...

Se tu fosses um filme serias "Irreversível". É estranho Rocket.
Eu adorei o filme, mas confesso que foi a película mais difícil de assistir.
Um abraço

Rocket disse...

viver é difícil de assistir

Nuno disse...

Um filme sensacional, que obviamente faz parte da minha "videoteca".

Beijo

lampâda mervelha disse...

Quando o vi pela primeira vez, era já quase de manhã e estava perdido de bêbedo.

Liguei a televisão e comecei a ver na parte em que andam à procura do violador e o matam à trolitada na moina. Lembro-me de pensar "porra que é violento"

...mal sabia eu..

Cataclismo Cerebral disse...

Não gosto deste filme, mas se tal como eu aprecias filmes provocadores, então tens de ver o Requiem For a Dream...

Filipa Epifânio disse...

Este e o cru "Dancer in the Dark" do Lars...vi-os uma vez e não será tão brevemente que os revejo ;)

Concordo com tudo deste teu post*

Flávio disse...

Também faz parte da minha videoteca. É um filme extradordinário, a sequência da violação é a coisa mais violenta e perturbadora que vi no cinema. E parabéns à linda Monica Belucci pela coragem em aceitar este papel, que desempenhou brilhantemente.