quarta-feira, junho 4

Falhas

Uma das minhas grandes falhas é a falta de frontalidade, porque tendo a confundir frontalidade com crueldade. Entre floreados linguísticos consigo passar a mensagem, mas sei que corro o risco de parecer dúbia por não ser frontal. Algo a corrigir naturalmente.
A partir do momento em que me dou conta de um defeito de carácter, trato de trabalhar essa falha. Muitas vezes não é fácil ultrapassar hábitos quase umbilicais, mas devagar, às vezes bem devagarinho, vou tentando. Às vezes com sucesso, outras nem tanto. Não aspiro a perfeição, tão somente ser um ser humano melhor, mais decente. Mas no fundo, agradeço-me pelas minhas limitações, defeitos e fraquezas. Jamais me suportaria se me entendesse completa.

12 criaturas afundaram esta pérola:

Rocket disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
O Pinoka disse...

Provavelmente suportavas-te, os outros é que não.
Beijos

bono_poetry disse...

...interessante auto'analise..acho que te compreendo mais que bem...para la do razoavel ...muito para la!!

Rocket disse...

perdi-me nos teus floreados linguísticos... : )

BaBy_BoY_sWiM disse...

Ninguém é perfeito... É bom termos defeitos! :)

Vieille Canaille disse...

Acabei de adicionar um inquérito no meu blog... se estiverem com vontade de lá ir dar uma olhada e seleccionar uma opção, seria um prazer ter a vossa colaboração.

Su disse...

serias perfeita....e isso menina não existe.....

temos todos alguns defeitos ....per natura

jocas maradas....sempre....limando arestas

Sorrisos em Alta disse...

Cara amiga,

Numa próxima situação dessas, fazes um post sobre o assunto (como só tu sabes fazer), imprimes e entregas ao destinatário....

vita disse...

Eu até gosto de gente com defeitos..pois perfeição não existe..;)

lampâda mervelha disse...

Quando encontro uma falha em mim, tenho tendência a usá-la até à exaustão.

Cataclismo Cerebral disse...

1) A auto-crítica é a qualidade que mais admiro.Por isso, parabéns por seres capaz de te analisar com tanta naturalidade.

2) Geralmente as pessoas usam a desculpa de serem demasiados frontais para veicularem a sua crueldade e arrogância. É tudo uma questão de encontrar uma suavidade naquilo que queres dizer, mas sempre com sinceridade...

Abraço

Anónimo disse...

As palavras às vezes atraiçoam,de qualquer forma, mesmo correndo o risco de parecer ambígua, o caminho faz-se assim mesmo,um dia de cada vez, viajar através de nós é do mais complicado que há. Ninguém se entende completamente ...fica descansada. Passei por cá sem dar por isso.Se te incomodar o meu comentário é só utilizar o balde do lixo . Blog castiço