terça-feira, maio 27

Árvore Genealógica

O meu trisavô paterno nasceu em Demerara. Não sei porque carga de água veio parar à Madeira. Provavelmente era um escravo fujão. Não sei. O que sei, foi que perdeu-se de amores por uma madeirense e por cá ficou.

Sangue caribiano nas veias. Creio que este é o único aspecto exótico da minha vida.

9 criaturas afundaram esta pérola:

Ricardo Ramalho disse...

Este blog também é um aspecto exótico não? :)

MARNUNEFREI disse...

Um aspecto positivo de toda esta conalógia, foi a invenção do telescópio… que nos pôs a todos a ver estrelas:)

MouTal disse...

Lê "Os íbis vermelhos da Guiana" de Helena Marques,escritora madeirense e residente no Funchal.
Quem sabe se o teu trisavô veio com Simão?
A edição é do Circulo de Leitores/2004.
Abraço.

BaBy_BoY_sWiM disse...

como descobriste?!

blueminerva disse...

Caro Ricardo,
Achas que sim? Tem dias que o acho enfadonho.
Um abraço

Caro Marnunefrei,
Gostava de responder à altura, mas estou perdida no teu comentário. Também fui à procura do significado de "conalógia" e não encontro nada.
Um abraço

Caro MouTal,
Quando não sei pergunto. E quem era Simão? O único Simão que conheço é o Sabrosa.
Um abraço

Caro Bbs,
Já o sei à muito tempo. A minha avó sempre falou do avô dela.
Um abraço

MARNUNEFREI disse...

Como outro, este é só mais um comentário escusado…

Um aspecto positivo de toda esta [genealogia, cosmologia] cona.lógia, foi a invenção do verlescópio… que nos pôs a todos a ver estrelas:(

Rocket disse...

caramba...deves ter algo mais, leio sempre o teu blog ao som de salsa...

Vieille Canaille disse...

Um site interessante para criar a árvore genealógica: http://www.meusparentes.com.pt

MouTal disse...

"Blue"...O Simão é o personagem principal do livro...parte da Madeira para a Guiana...
Vale a pena ler o livro e a saga dessa família madeirense é um pouco da história.
Embora eu não seja madeirense gosto de conhecer o passado para compreender melhor o presente.
Abraço.