quinta-feira, abril 3

O Capitão de Abril partiu há 16 anos

Salgueiro Maia, soldado português que à frente de 240 homens e com dez carros de combate da EPC avançou em 25 de Abril de 1974 sobre Lisboa, ocupou o Terreiro do Paço levando os ministros de um regime ditatorial de quase 50 anos a fugir como coelhos assustados, cercou o Quartel do Carmo obrigando Marcelo Caetano a render-se e a demitir-se. Atingiu o posto de tenente-coronel, recusou cargos de poder. É o mais puro símbolo da coragem e da generosidade dos capitães de Abril.

6 criaturas afundaram esta pérola:

Ricardo Ramalho disse...

Detesto ser nazi da linguagem... também cometo erros mas... "partiu há 16 anos" :S

Sorry! :)

Bom fds :)

blueminerva disse...

Quase tinha uma convulsão... obrigada!
Abraço

Freitas disse...

Um simples grande HOMEM (sim, com todas a letras maiúsculas).
Se os nossos deputados laranjas tivessem 0,005% da coragem dele... POderial lembrar-se que sentam o rabinho lá na cadeira porque este Senhor tomou a iniciativa.
E não se comemora Abril na ALRAM por causa daquelas cabeças que se julgam iluminadas.
Por mim, poderão todos ir lá para a P.Q.P.

Sancho Gomes disse...

não apenas os laranjas. se os políticos tivessem um quarto da dignidade do Maia...

blueminerva disse...

Não se pode comparar ratos a homens... não há por onde pegar.
Abraços

Freitas disse...

Agradeço a correcção Sr. Sancho.