domingo, abril 20

Hoje eu não me recomendo

Acordei soturna. Distante do mundo.
Perdi a fé nas pessoas, nas ideologias, nas religiões, nas opiniões, na justiça, nos princípios, nas bandeiras, nas boas acções, nos amores, na lealdade, no combate, nas palavras, na inocência, na integridade, no sucesso, na felicidade, na coragem, na realidade... perdi a fé.
Já não acredito em nada, nem sequer acredito em mim. Acordei e enterrei a infância dos sonhos. Nada é perene, tudo se esfuma.





O que vale é que isto amanhã já se esgotou e passo a acreditar novamente em tudo. É um círculo vicioso de que não me liberto.

9 criaturas afundaram esta pérola:

Vieille Canaille disse...

Acordei com a mesma sensação que tu, e quando isso me acontece, pego na minha cachorrinha e vou passeá-la. Vou para os Reis Magos ensiná-la a nadar (apesar de ser proibido levar cães para lá, mas andam a cortar em tudo o que é lugar, que daqui a uns dias o cão não pode sair sequer de casa!).

Rute disse...

Nem todos os dias são bons. Mas estes dias valem para depois nos levantar-mos e respirarmos de alivido dum sentimento mau retirado.

Beijinho estridente com muita alegria apra arrebitares ;)

Sancho Gomes disse...

Quando nos sentimos assim, não há Prozac que nos valha. Aconselho-te filosofia, que não vicia(?) e provoca um efeito semelhante. Ou então um passeio, se quiseres, apenas pela(s) memória(s). A época é de papoilas ou papoulas, o que nos lembra que nem sempre o que é belo dura. Por vezes é efémero, mas na memória, ó minha amiga, na memória - ao contrário do que afirmas - tudo é efectivamente perene. Se não tudo, pelo menos o que quisermos...
abraço fraterno

MARNUNEFREI disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
MARNUNEFREI disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
MARNUNEFREI disse...

Eu sabia que irias te sentir assim, mais cedo ou mais tarde, sem mim…

blueminerva disse...

Felizmente são fases que qualquer indivíduo consciente passa e ultrapassa felizmente.
Abraços

L. C. disse...

E de repente fizeste-me lembrar o Rui Veloso com a Mariza a cantar "Naõ queiras saber de mim (...) hoje eu não me recomendo" :)

Su disse...

....tudo se esfuma........

jocas maradas..sempre