domingo, setembro 30

Queen - Live At Wembley

Há 21 anos, a mítica banda de rock Queen deu um concerto lendário (considerado por muitos, o maior espectáculo de sempre) no lotadíssimo Estádio de Wembley. O quarteto maravilha levou milhares de fãs ao delírio.
É certo, que o vírus da Sida eliminou a maior voz de todos os tempos e com ele, a banda desapareceu, mas a obra imortalizou-se.

Senhoras e senhores, com vocês, os Queen ao vivo em Wembley.


Queen - Live At Wembley - Part 01 (01/14)

01: One Vision
02: Tie Your Mother Down



Queen - Live At Wembley - Part 02 (02/14)

03: In The Lap Of The Gods
04: Seven Seas Of Rhye
05: Tear It Up



Queen - Live At Wembley - Part 03 (03/14)

06: A Kind Of Magic
07: Improvisation



Queen - Live At Wembley - Part 04 (04/14)

08: Under Pressure
09: Another One Bites The Dust



Queen - Live At Wembley - Part 05 (05/14)

10: Who Wants To Live Forever
11: I Want To Break Free



Queen - Live At Wembley - Part 06 (06/14)

12: Impromptu
13: Brighton Rock Solo



Queen - Live At Wembley - Part 07 (07/14)

14: Guitar Solo
15: Now I'm Here



Queen - Live At Wembley - Part 08 (08/14)

16: Love Of My Life
17: Is This The World We Created



Queen - Live At Wembley - Part 09 (09/14)

18: (You're So Square) Baby I Don't Care
19: Hello Mary Lou (Goodbye Heart)
20: Tutti Frutti
21: Gimme Some Lovin'



Queen - Live At Wembley - Part 10 (10/14)

22: Bohemian Rhapsody


Queen - Live At Wembley - Part 11 (11/14)

23: Hammer To Fall


Queen - Live At Wembley - Part 12 (12/14)

24: Crazy Little Thing Called Love
25: Big Spender



Queen - Live At Wembley - Part 13 (13/14)

26: Radio Ga Ga
27: We Will Rock You



Queen - Live At Wembley - Part 14 (14/14)

28: Friends Will Be Friends
29: We Are The Champions
30: God Save The Queen

14 criaturas afundaram esta pérola:

Anónimo disse...

2 horas de puro entretenimento. FDX que grande concerto!
R.Machado

blueminerva disse...

Quem gosta do trabalho dos Queen no estúdio, tem de adorar os concertos da banda, e este concerto, é de facto do melhor que alguma vez vi.

luacheia disse...

Obrigada por postares esta pérola.
Adorei!

Scherzan disse...

Sem dúvida alguma, a banda que atravessa gerações e continua a gerar milhões de fans! Para mim a melhor banda do mundo e sim, o melhor concerto que vi...pena tenho de não ter estado lá! Freddy deixou um vazio com o seu desaparecimento mas a sua obra perdurará por muito tempo! A quebra do preconceito gay, foi uma das suas maiores vitórias e a sua voz e a sua música.....sublimes!

Vieille Canaille disse...

Grande seca! Com tanta coisa a acontecer no mundo da música actualmente - e mesmo no passado -, confesso que ainda não entendi esta tua panca por Queen! São tão megalómanos e comerciais! Que seca!

blueminerva disse...

Caro Vieille, a sua opinião vale o que vale e não, não lhe reconheço o direito de criticar quem gosta de Queen, uma vez que você já confessou neste blog (AQUI- http://perolasnocharco.blogspot.com/2008/05/supremacia-do-intelecto.html) ser apreciador de ABBA... (foda-se haverá letras e músicas mais pirosas que as dos ABBA?!?!?!)

Vieille Canaille disse...

O encanto está em gostar do que é kitsch! Não se leva a sério, ouve-se pelo humor de algo desprentencioso. Para alguns é ABBA é tão mau (se calhar até para mim), que é bom por isso mesmo! Um pouco como o Ed Wood no cinema, com os seus efeitos especiais "low budget", que não convenciam ninguém, mas que é considerado um realizador de culto actualmente. Os Queen (reconheço-lhes alguns momentos interessantes na fase mais colorida do glam rock, e até muito carisma na figura do Freddie Mercury) ao contrário dos ABBA, são muito sérios, e perdem-se nessa seriedade lamecha, convencendo as massas em larga escala, mas fazendo a critica especializada torcer o nariz! ("Who wants to live forever", "We are the champions", "We will rock you", e um rôr de hits de estádio nem fazem rir nem chorar, mas contagiam multidões, qual hino de um qualquer clube de futebol. Gosto do vídeo de "radio ga-ga" ("Metropolis" Fritz lang), do "Another one bites the dust", da voz do Bowie em "Under Pressure" (mas lá está: é do Bowie que gosto, não dos Queen, que acho estar deslocados da realidade do "Camaleão", que nesta altura já estava a frequentar o Blitz Club em Londres, se juntado a gente como o Steve Strange dos Visage, e bebendo do espírito New Romantic, que em 1981 estava a florescer) e de mais uma ou outra (pouca) coisa. Claro que "Bicycle race" e "Bohemian rhapsody" têm uma presença garantida nos anais da História do pop rock (e merecida, reconheço, apesar do "mofo" de clássico já me fazer espirrar o nariz), mas os Queen só o foram assim, interessantes, por pouco tempo e esporádicamente. Repara, tudo isto é a minha opinião, mas muitas vezes sou um chato do caralho e pergunto-me como é que tu, que tens um gosto refinado para cinema, uma posição muito racional sobre política e uma visão muito certeira no desporto, por vezes, na tua cultura pop rock anglo-saxónica (não falo da mpb nem da nossa música popular portuguesa, pois falas com mestria nessa área (e mesmo assim, arrepia-me quando metes Rui veloso e Resistência no mesmo baralho que Zeca Afonso, por exemplo!)) consegues ter uma posição mais comercial e pouco (ou nada ) exigente?! Mas, já viste, isto sou eu na minha arrogância egocêntrica! Que dizer...? não ligues! Sou um chato de merda! Acho que gosto da provocação, e já perdi muito com isso também! Quando sou um chato, o melhor é me mandar à merda mesmo, acredita! Não oiço Queen, mas acredito que toda a gente deve de ouvir o que quiser. Por vezes contradigo-me e lá venho eu à carga com mais chatices, mas não te importes, é a minha veia esquizofrénica a bombar. Beijos.

Vieille Canaille disse...

Só para terminar - isto porque fui vêr o meu comentário antigo, onde falava em ABBA ( http://perolasnocharco.blogspot.com/2008/05/supremacia-do-intelecto.html ) -, se reparares, eu disse que era fã de ABBA e de Sonic Youth (provavelmente uma das bandas rock mais ruidosas do planeta), e era nessa bipolaridade musical, representada por esses dois extremos musicais, que eu me queria focar, entendes? Queria mostrar essa minha ambiguidade musical.

Beijos agridoces

blueminerva disse...

O facto de escreveres comentários desagradáveis e depois eliminares é revelador de uma cobardia que eu não sei lidar... ah espera!!! Se calhar foi o álcool outra vez.

Que pensarias tu, se te dissesse que gostavas Abba porque se calhar foste molestado na infância? Hã... não é bonito pois não... mas é assim que tu rotulas as pessoas. Eu rotulo mediante comportamentos e tu mediante filmes/músicas... que falta de maturidade. Acredito que só te dás com pessoas com os mesmos gostos que os teus, já eu não, o que me une aos meus amigos é o carácter e não o que eles ouvem. Conheço gente que gosta de pop descartável mas não tenho qualquer pejo em afirmar que me parecem ser, melhores seres humanos do que tu. Porque o teu problema é esse, tu crias uma imagem de uma pessoa que ouve o que tu ouves, vês os filmes que tu vês e quando essa pessoa resvala para outras bandas tu partes para a ofensa, tipo "Algum recalcamento dos tempos de liceu? Alguma merda mal resolvida com os "queques" do Funchal e com as "catarinas" da mesma merda de cidade?" - que tu trataste de apagar mas que tenho na minha caixa de mail.
Não é do meu feitio ofender quem me faz sentir mal, eu puro e simplesmente afasto-me e ignoro. E porque não é a primeira vez que és bastante grosseiro comigo, da primeira perdoei, quero que saibas que é a última vez que respondo a comentário teu... melhor seria se não voltasses a aparecer no charco. Melhor para mim e para ti também. Passe bem.

Vieille Canaille disse...

Ok. Tens toda a razão. Até um dia (quem sabe até nos conhecemos pessoalmente e nem sabemos disso!). Pode parecer irónico, mas não é: desejo-te tudo de bom e que mantenhas o teu blog com a mesma sabedoria que mantiveste até agora. Adeus.

"Goodbye, Ruby Tuesday,
Who could hang a name on you?
When you change with every new day,
Still I'm gonna miss you."

Rolling Stones

N.M. disse...

QUEEN!? QUE MERDA DE BANDA!!!!!

blueminerva disse...

Ahahahahah... É impressionante como a tecnologia do blog (através do website counter) nos permite saber ao pormenor, quem nos comenta e de onde comenta e de que IP comenta. Ah pois é... o IP revela tudo! Foda-se assuma-se ou arranje uma vida e arrote pra outras latitudes. Foda-se não há cu que aguente tamanha corbadia.

Anónimo disse...

Bom...Cai aqui sem querer enquanto buscava algo relacionado com o tema em questão e logo deparo com este comentário(se assim se pode chamar a um pseudo-tratado filosófico)no mínimo hilariante feito pelo Vieille Canaille(poiis...tinha de ter um nick extraido de um filme francês,para dar mais enfase á personagem aqui encarnada,quase como se de um carimbo de qualidade se trate...Enfim).
Uma banda como os Queen,não são nunca kitsch(*Kitsch é um termo de origem alemã (verkitschen) que é usado para categorizar objetos de valor estético distorcidos e/ou exagerados, que são considerados inferiores à sua cópia existente. São freqüentemente associados à predileção do gosto mediano e pela pretensão de, fazendo uso de estereótipos e chavões que não são autênticos, tomar para si valores de uma tradição cultural privilegiada.*),amigo...Não estamos a falar dos Kiss...
Mas sim de uma das bandas que rasgaram os cânones musicais dos anos 70/80 e abriram os horizontes a todos os géneros musicais que hoje podemos disfrutar.Entendo-lhe,com pesar,um profundo desconhecimento e,quiçá,algum autismo sobre o tema lançado...Mas tem sempre um bom remédio.Ouça David Bowie...O Camaleão costuma ser um bom depurativo para certas almas perdidas.
Cumps a todos e as minhas desculpas pela intromissão.

Anónimo disse...

Bom...Cai aqui sem querer enquanto buscava algo relacionado com o tema em questão e logo deparo com este comentário(se assim se pode chamar a um pseudo-tratado filosófico)no mínimo hilariante feito pelo Vieille Canaille(poiis...tinha de ter um nick extraido de um filme francês,para dar mais enfase á personagem aqui encarnada,quase como se de um carimbo de qualidade se trate...Enfim).
Uma banda como os Queen,não são nunca kitsch(*Kitsch é um termo de origem alemã (verkitschen) que é usado para categorizar objetos de valor estético distorcidos e/ou exagerados, que são considerados inferiores à sua cópia existente. São freqüentemente associados à predileção do gosto mediano e pela pretensão de, fazendo uso de estereótipos e chavões que não são autênticos, tomar para si valores de uma tradição cultural privilegiada.*),amigo...Não estamos a falar dos Kiss...
Mas sim de uma das bandas que rasgaram os cânones musicais dos anos 70/80 e abriram os horizontes a todos os géneros musicais que hoje podemos disfrutar.Entendo-lhe,com pesar,um profundo desconhecimento e,quiçá,algum autismo sobre o tema lançado...Mas tem sempre um bom remédio.Ouça David Bowie...O Camaleão costuma ser um bom depurativo para certas almas perdidas.
Cumps a todos e as minhas desculpas pela intromissão.