domingo, maio 18

Pérolas da sétima arte

A odisseia de um amor que consome a essência e passa a ser o motor da existência.


"Un long dimanche de fiançailles" de Jean-Pierre Jeunet

5 criaturas afundaram esta pérola:

Su disse...

gostei de ver

jocas maradas

blueminerva disse...

É uma belíssima história de crença, amor e preserverança.

Um abraço

Vieille Canaille disse...

Dele vi o "Delicatessen", "Amelie Poulain" e "Alien 3" (que deve de ser o mais atípico na carreira do Jeunet... acho que ele deve de se ter divertido imenso a fazer este filme, como se fosse uma criança grande a jogar uma playstation! Eh, eh, eh!), e achei-os a todos um primor! Esta imagem (que suponho ser do filme) faz-me lembrar uma fotografia da Cindy Sherman!

blueminerva disse...

Caro Vieille,
Nunca vi o "Delicatessen". Mas acredito que seja bom. Não creio que Jeunet seja capaz de algum trabalho medíocre.
Um abraço

Freitas disse...

Adorei este filme. Muito bonito. Comovi-me com o reencontro de ambos.
Quanto ao Delicatessen, tens de ver. É soberbo.